Encontro com a Palavra de Deus – III Domingo do Advento - ANO B

III DOMINGO DO ADVENTO – ANO B

    

                           13 dezembro 2020

 

AS LEITURAS DO DIA 

Is 61, 1-2.10-11: Exulto de alegria no Senhor.

Salmo, Lc 1, 46-48: A minha alma exulta no Senhor.

1Tes 5, 16-24: Todo o nosso ser se conserve para a vinda do Senhor.

Evangelho Jo 1, 6-8.19-28: No meio de vós, está alguém que não conheceis.

 

 

A PALAVRA É MEDITADA

O Evangelho de hoje apresenta-nos João Baptista como testemunha, alguém que viu vir a luz e anuncia a todos.

O povo que o escuta é entusiasta e dado que está impaciente, espera aquilo que deve vir precisamente dele. Eis por que quem vem interroga-lo lhe pergunta se ele é Elias ou um profeta, mas João responde com firmeza e de modo sempre mais sintético que ele não é nada de tudo aquilo que esperam. Na realidade teria podido dizer que era um profeta ou um novo Elias, como dirá dele o próprio Jesus quando afirma aos seus discípulos que "Elias já voltou, mas fizeram aquilo que quiseram".

Não é fácil responder à pergunta: "Quem és?", e se depois os outros tentam exaltar-te dizendo que és uma pessoa importante, é fácil montar-se a cabeça e pensar que se é importante verdadeiramente. João não cai nesta ratoeira. Permanece muito humilde, e no final diz que ele é apenas "Voz".

Ele é só um instrumento nas mãos de Deus para ser porta-voz de Deus, para anunciar a sua vinda e para convidar todos a preparar-se para o acolher. É bom que também nós nos coloquemos esta pergunta: quem sou eu?

Diz também que aquele que deve vir já está no meio de nós, mas nós não o conhecemos, e consequentemente não o vemos. Por isso é importante também hoje anunciar e preparar a sua vinda. Nunca ninguém pode dizer: "Praticamente já o conheço, sei tudo sobre Ele". Façamos o possível por descobrir a sua presença à nossa volta.

Senhor vem e ajuda-nos a conhecer-te.

A PALAVRA É REZADA

 

Guerras, crises, famílias destruídas:
quantas noticias más!

Ma eu, o que posso fazer?
Jesus ensina-mo:
é preciso amar!

Amar...não é só uma palavra,
mas regra a viver
na família, no trabalho, na escola.

Nas pessoas que coloca ao meu lado
Jesus está presente;
peço licença e reconheço-o,
assim não serei mais um intruso.

Às vezes custa fadiga pedir desculpa
e dar o perdão,
mas torna o coração
mais leve e bom.

Muitas vezes aquilo que recebo o dou por descontado:
se aprendo a dizer "Obrigado"
reconheço os dons que Deus me deu.

Eis as três palavras que o Papa nos aconselhou
para assemelhar à família
em que Jesus nasceu; pequenos sinais de amor
para reviver o nascimento
de nosso Senhor!

Ámen      

 

 

(In Qumran2.net, e La Chiesa.it: tradução livre de fr. José Augusto)

 


eşya depolama izmir escort kartal escort gebze escort antalya escort şişli escort ümraniye escort anadolu yakası escort saç ekimi porno mecidiyeköy escort anadolu yakası escort 1xbet best10
gaziantep escort