A história de Don Ernesto: de polícia a padre para servir os outros

Ao serviço dos outros. Esta é desde sempre a sua vocação, primeiro nos panos de inspector da polícia, e há menos de um mês ao serviço de Jesus e dos seus paroquianos na Igreja de S. pedro Apóstolo em Roggiano Gravina, na província de Cosenza (Itália). Depois de quase vinte anos de trabalho na Polícia do Estado, Ernesto Piraino, que se define um «padre secular» capaz de servir o Senhor no meio do povo, escolheu o caminho do sacerdócio.

 

 

Foi ordenado sacerdote pelo bispo de San Marco Argentano-Scalea, Leonardo Bonanno no passado dia 11 de fevereiro: a sua consagração aconteceu, não por acaso numa data mariana, na festa de Nossa senhora de Lourdes, a quem o sacerdote consagrou o seu ministério e naquele dia juntamente com padre Ernesto Piraino estavam tantíssimos seus ex colegas da polícia, para além dos amigos históricos da sua paróquia de San Giovanni Battista em San Marco Argentano a festejar com ele.  

Nascido em 1979 numa família imigrada na Alemanha, padre Piraino com a idade de 20 anos entrou na Polícia e depois do curso começou a trabalhar em Reggio Calábria. Daqui foi para Gela e depois para Messina continuando, porém, a viver em Reggio Calábria. Em 2006, enquanto estava empenhado numa paróquia de Scilla como educador, o amor por Jesus revelou-se de modo ainda mais intenso com o início da Adoração eucarística perpétua. «Diante de Jesus dia após dia – contou padre Ernesto – crescia em mim o desejo de me dar a Ele no sacerdócio, mas a absoluta discrição do meu guia espiritual e então, fez com que a semente maturasse no tempo». 


«Em 2010 – continuou padre Ernesto – falei com o meu padre espiritual sobre o desejo forte de entrar no Seminário, e em 2011 iniciei o meu primeiro ano de formação» no Seminário de Reggio Calábria. Em 2015 o regresso à sua diocese de origem, a de San Marco Argentano-Scalea onde recebeu a ordenação presbiteral.

 

 
E aos jovens e não só que sentem dentro de si o chamamento do Senhor, padre Ernesto oferece um conselho precioso: «Roubaria as palavras de S. João Paulo II: não tenhais medo, abri as portas a Cristo, que tem sempre reservado qualquer coisa de extraordinário para as nossas vidas. E dar a vida a Ele quer dizer ser feliz, ter o coração cheio. E garanto-vos que ser padre é belo e enche o coração de alegria. Não tenhais medo». (Papa Boys)


Redacção online di “sanfrancescopatronoditalia”.

E-mail: pastoralvocacional.ofmconv@gmail.com