P. Mauro Gambetti

... de frade a cardeal

Nomeado pelo Papa Francisco no ângelus de domingo 25 outubro

 

Domingo 25 outubro 2020, Papa Francisco, no final do Angelus, deu a notícia da nomeação de 13 novos Cardeais, entre os quais aparecia, com grande alegria admiração de todos, também o nosso confrade fra Mauro Gambetti.

 

Para quem não o conhecesse p. Mauro é um frade franciscano pertencente à minha família franciscana (dos frades do Norte de Itália – Província italiana de S. António), mas que desde 2013 orienta a grande comunidade do Sacro Convento em Assis junto do túmulo e a Basílica de são Francisco.  É normal, de facto, que os frades se desloquem e prestem serviço também lá onde a Ordem, a Igreja e as exigências pastorais o exijam.

Uma vez mais Papa Francisco soube, portanto, surpreender e arrasar a todos. Se a nomeação episcopal de fra Mauro, era já em parte esperada, vistas as suas capacidades e o grande serviço realizado em Assis, com certeza ninguém esperava que se tornasse cardeal.

E depois assim tão novo!! (apenas com 55 anos, alguém fez notar!). O próprio p. Mauro comentou a notícia com humorismo todo franciscano: «Brincadeiras de Papa».

Mas com certeza, o Papa Francisco, que teve várias vezes a ocasião de o encontrar pessoalmente nas várias visitas que fez a Assis, pôde conhecer e apreciar o seu valor ao ponto de o querer agora, como seu estreito colaborador. E de facto, de fra Mauro, também todos os confrades reconhecem a humildade, a grande capacidade de acolhimento e escuta, a dedicação e a generosidade, os muitos dons humanos, a fé e a profunda espiritualidade.

A história da vocação de Mauro

Bela e límpida é também a história vocacional de fra Mauro.
Nascido a 27 outubro 1965 em Castel San Pietro Terme (Bologna) numa família de empresários, o seu curriculum é o de tantos outros jovens “normais” que depois escolheram tornar-se frades: depois do liceu científico inscreve-se na universidade de Bologna conseguindo a Licenciatura em engenharia mecânica. Entretanto começa também algum contacto com os frades franciscanos levado por uma questão interior. Cumpridas as obrigações do ano de serviço militar, em setembro de 1992 decide continuar o seu discernimento vocacional entrando no Postulantado em Assis e depois prossegue com o ano de Noviciado em Osimo.  

 

Emitirá a primeira profissão religiosa a 29 agosto 1995 e a solene, para toda a vida, em 20 setembro 1998.

Realiza os estudos teológicos em Assis e a ordenação sacerdotal no dia 8 de janeiro 2000 no nosso santuário do SS. Crucifixo de Longiano (Forlì – Cesena). Aqui, será destinado pela obediência com o encargo de animador da pastoral juvenil e vocacional para a região da Emilia-Romagna distinguindo-se pela sua capacidade de envolver muitos jovens, suscitando para eles muitas oportunidades de crescimento humano e espiritual.

 

Estará ainda em Longiano desde 2005 até 2009, também como guardião (responsável) da comunidade franciscana.

Na primavera 2009 vem eleito ministro provincial da Província Bolognese, encargo que ocupou até 22 fevereiro 2013, quando foi chamado pelo Ministro Geral a assumir a tarefa de Custódio do Sacro Convento de São Francisco em Assis, encargo que manteve até há poucos dias atrás e que deixou depois da nomeação para cardeal.

Poucas linhas, poucos traços biográficos, que, porém, revelam uma história por um lado “comum” e no entanto também apaixonada e intensa e alternativa, marcada pela presença do Senhor e pelo amor por Francisco d’Assis.

Um dom que continua

Agora p. Mauro é chamado a continuar a sua escolha de doação e consagração ao serviço ainda mais exclusivo e direto da “Santa Mãe Igreja” (assim gostava de a definir S. Francisco) e do Santo Padre.

Caros amigos, que a história de fr. Mauro seja para todos nós motivo de louvor e agradecimento ao Senhor e sobretudo seja luz e encorajamento para quantos percebem no coração o chamamento à vida religiosa.

Convido cada um de vós a lembrar fra Mauro na oração, renovando quanto ele mesmo disse no anúncio da nomeação:

«Confio a são Francisco o meu caminho e faço minhas as suas palavras de fraternidade.

Um dom que partilharei com todos os filhos de Deus num percurso de amor e compaixão para com o próximo nosso irmão».

 

                                  Frei Zé Carlos Cerdeira Matias 

 

CONTACTOS EM PORTUGAL

Para mais informações podes contactar:


fr. Fabrizio Bordin - Lisboa

tel. 21. 837 69 69           ou    freifabri@gmail.com

 

fr. José Carlos Matias - Viseu

tel. 232. 431 985            ou     freizecarlos@gmail.com

 

frei Pedro Perdigão - Coimbra

tel. 239. 713 938            ou     fmcpedro@gmail.com

 

frei André Scalvini – Viseu                                                                   

tel. 232. 431 985                ou     skand83@gmail.com                                                  

 

frei Tiberio Zilio – Lisboa                                                                             

tel. 21. 837 69 69          ou     tiberiozilio@gmail.com