Encontro com a Palavra de Deus – IV DOMINGO DA PÁSCOA – ANO B

IV DOMINGO DE PÁSCOA

    

22 de Abril de 2018

 

AS LEITURAS DO DIA 

Act 4, 8-12: Em nenhum outro há salvação.

Salmo 117: A pedra que os construtores rejeitaram…

1Jo 3, 1-2: Veremos a Deus tal como Ele é.

Evangelho: João 10, 11-18: O Bom Pastor dá a vida pelas suas ovelhas.

 

A PALAVRA É MEDITADA

Eu sou o pastor: o título mais desconcertante que Jesus dá si próprio. E contudo, cheio de coragem, contra os lobos e pela cruz. Ele é o pastor bel, como diz o texto grego. E nós não compreendemos que a beleza do pastor é o fascínio que têm a sua bondade e a sua coragem. Compreendemos que a beleza é atracção, Deus que cria comunicação. Com que coisa é que nos cativa o pastor belo, como é que nos torna seus? Com um verbo repetido cinco vezes: eu ofereço a minha vida; a minha vida pela tua. E não sei pedir melhor aventura. Este é o mandamento que recebi do meu Pai, o mandamento que faz bela a vida: o dom. a felicidade desta vida tem que ver com o dom e nunca pode ser solitária.  

O pastor belo e corajoso tem um motivo, não simplesmente uma ordem a executar. Se procuro aquilo que o move, encontro-me logo com a imagem oposta do mercenário que vê vir o lobo e foge porque não lhe importa nada das ovelhas. A Cristo, pelo contrário, importam as ovelhas, todas, uma e as noventa e nove. O homem interessa, o homem é importante. Aliás Cristo considera cada homem mais importante que si mesmo, por isso dá a sua vida. Senhor, não te importas que morramos? Grito dos apóstolos amedrontados numa noite de tempestade. E o Senhor responde acalmando o mar, gritando ao vento, para dizer: Sim, importo-me contigo, importa-me a tua vida, tu és importante para mim. Tu sei importante per me. Repete-o a cada um de nós: importam-me os pássaros do céu, mas vós valeis mais que muitos pássaros.

Importam-me os lírios do campo, mas tu és muito mais. Contei os cabelos da tua cabeça, e todo o medo que trazes no coração. Esta é a certeza: Deus importa-se comigo. A isto agarremo-nos, também quando não compreendemos, sofrendo por causa da ausência de Deus, perturbados pelo seu silêncio. Este mandamento aprendeu-o do Pai: a vida é dom. Para estar bem, o homem deve dar. Porque assim faz Deus. O pastor não pode estar bem enquanto não estiver bem cada sua ovelha. O deus do cristão não está bem nos céus, desce e compromete-se. O cristão não pode estar bem enquanto não estiver bem cada seu irmão. E todos, por nossa vez pastores de um mínimo rebanho, repetimos as palavras de Jesus, mas em silêncio e coragem: tu importas-me, tu filho amado ou desconhecido irmão, tu encontro de hoje ou companheiro de uma vida, tu és importante para mim. Daqui parte a aventura daqueles que querem sobre a terra, como o pastor belo e corajoso, guardar e luar, caminhar e libertar. À procura de Alguém que nos faça tornar dom, que nos dê a coragem de compreender que dar a própria vida é o único mandamento, é o único modo para preencher e tornar bela a vida.

 

A PALAVRA É REZADA

Aos teus olhos, Senhor Jesus, eu sou um dos muitos:  

tu conheces-me no profundo,  

sabes quais são as minhas feridas escondidas,  

os desejos e os sonhos que me habitam  

e não ignoras as zonas escuras da minha alma, do meu coração.

Eis porque me pedes uma resposta toda pessoal  

que te reconheça por aquilo que és:  

o único digno de todo o meu amor, o único capaz de me conduzir

à plenitude da vida.

Aos teus olhos, Senhor Jesus eu sou precioso:  

por mim tu derramaste o teu sangue, ofereceste a tua vida.

Por mim enfrentas a morte com as mãos vazias,

e venceste-a, uma vez para sempre.

Eis porque quero que nada nem ninguém me separe de ti,

eis porque te reconheço como o meu pastor,

aquele a quem confiar a minha existência,

aquele que me guia para a felicidade.

Tu és o bom pastor, aquele que cuida de mim

e tem compaixão pela minha fragilidade.

Tu és o bom pastor, que vai à minha procura  

se me afastei ou perdi.

Tu és o bom pastor e para mim a tua voz é inconfundível.

Ámen.

 (In Qumran, e La Chiesa: tradução livre de fr. José Augusto)