Encontro com a Palavra de Deus – XXX Domingo do Tempo Comum - ANO A

XXX DOMINGO TEMPO COMUM – ANO A

    

                           25 outubro 2020

 

AS LEITURAS DO DIA 

Ex 22, 20-26: Se fizerdes algum mal à viúva e ao órfão…

Salmo 17: Eu vos amo, Senhor, sois a minha força.

1Tes 1, 5-10: Convertestes-vos para servir a Deus e esperar o seu Filho

Evangelho Mt 22, 34-40: Amarás o Senhor teu Deus e o próximo como a ti mesmo.

 

 

A PALAVRA É MEDITADA

Para os contemporâneos de Jesus era difícil responder a esta pergunta, porque tinham 613 regras e para eles era importante observá-las porque pensavam ter que ver com um Deus que castigava toda a transgressão. Jesus vem revelar um Deus totalmente diverso e, se Jesus nos dá estes mandamentos, é porque sabe que são o caminho melhor para viver bem e para construir o seu reino, feito para nós.

Amar o próximo como a ti mesmo: como me amo? Amo-me quando cuido das minhas necessidades dando-lhe tempo e energia. Portanto amar os outros, significa dar-lhes tempo e energia, mas o Evangelho não é um simples convite a querer-nos bem, o Evangelho é o instrumento que nos permite fazê-lo, porque Evangelho significa boa noticia e a boa noticia é que Deus nos ama; toma a iniciativa de o fazer, também porque sabe que a condição para amar é a de nos sentirmos amados. Portanto o problema não é amar, mas quem começa.

O homem não tem em si esta força; quem não se sente amado em si encontra apenas ódio e rancor. Deus que é amor, tem em si esta fonte que mude mudar a nossa história e a da humanidade. Eis porque é tão importante amar a Deus, dando-lhe tempo e atenção, porque fazendo-o, estando com Ele, descubro o seu amor por mim e pelo mundo que me rodeia e aprendo a alimentar-me deste amor. Esta é a primeira coisa porque sem esta dificilmente encontro em mim a força e a vontade de recomeçar a amar e perdoar todos os dias. Daqui a importância de rezar sempre, para perceber a sua presença a cada momento e em cada situação.

O amor é resposta a um chamamento, é uma mudança de vida que nasce do sentir-se amados. Para me sentir amado devo dar tempo à fonte deste amor. O sinal que hoje o fiz é que desejo derramar este amor recebido sobre alguém que dele precisa. Assim se fecha o círculo.

 

 

 

A PALAVRA É REZADA

 

 Também eu queria estar no coro que eternamente canta o teu nome,

Um coro onde homens de todos os povos, raças, línguas, e cultura,  

Se reconhecem no teu Amor.

Aqui chamamos-te com nomes diversos, e no teu nome, por vezes, nos odiamos; mas se amamos o pobre, o forasteiro e o exilado

É porque no seu sorriso te reconhecemos, Senhor Deus.

Não dizemos que tu és um deus qualquer e que um credo vale o outro:

Seria blasfémia e ofensa ao teu Amor incarnado e crucificado.

Dizemos antes, que cada rosto faminto é o teu rosto, que cada sedento és tu e quem dá pão, água e um pouco de amor te ama, mesmo sem o saber.

É o teu Espírito de Amor que enche o universo inteiro.

Faz que nunca o meu coração se feche ao Amor!

Ámen

 

(In Qumran, e La Chiesa: tradução livre de fr. José Augusto)